Histórico

Um breve histórico da atuação da SEaD.

Em maio de 2004,  a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), uma das instituições precursoras na implantação da EaD no Brasil e com mais de dez anos de experiência nesta área de ensino, criou a Secretaria de Educação a Distância (SEAD).

A SEAD/UFSC foi convidada para elaborar materiais didático-pedagógicos utilizados nas capacitações sobre o sistema eletrônico de acompanhamento dos processos que regulam a educação superior no Brasil, e-MEC, desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC).

Em julho de 2009, a SEAD/UFSC realizou um ciclo de três teleconferências com a participação de estudantes e coordenadores do Programa e-Tec – Escola Técnica Aberta do Brasil – de todo o território nacional para divulgar a importância da formação profissional técnica e da educação a distância no país. A promoção foi do Ministério da Educação por meio da Secretaria de Educação a Distância e Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SEED/SETEC/MEC).

Para conhecimento, atualmente, a SEAD tem como propósito desenvolver ações estruturantes de institucionalização e regulamentação da Educação a Distância (EAD) na nossa Universidade, além de possibilitar condições para a oferta de cursos de capacitação de curta duração, aperfeiçoamento, graduação e pós-graduação (lato sensu) a distância, e informamos que a partir da aprovação da nova estrutura (2016), a SEAD passou a abrigar a estrutura já existente do Núcleo Multiprojetos de Tecnologia Educacional (NUTE), assim como assumiu o Núcleo UAB com suas respectivas atribuições.

Um breve histórico da atuação do NUTE.

O Núcleo Multiprojetos de Tecnologia Educacional foi criado em maio de 2013. Uma comissão designada pela Pró-Reitoria de Graduação se reuniu para a elaboração de uma proposta para seu regimento, a qual foi protocolada para aprovação.

Desde sua criação, o NUTE  buscou atender aos cursos institucionais oferecidos pela SEaD na modalidade a distância, com uma metodologia alternativa envolvendo concepções atuais para cursos na modalidade, ao mesmo tempo em que buscou abrir espaço para novos projetos para oferta de cursos, também seguindo essas concepções atuais.